Suíça

Com território montanhoso, a Suíça ocupa a porção central do continente europeu e possui fronteiras com a Itália (ao sul), França (a oeste), Alemanha (ao norte), Áustria e Liechtenstein (a leste). O país abriga grande contingente populacional oriundo da França, Itália e Alemanha, fato que proporcionou a oficialização do idioma dessas nações em área suíça. A população nacional é de 7,5 milhões de habitantes, sendo a densidade demográfica de 183,2 habitantes por quilômetro quadrado.

Zurique é a cidade mais populosa: 347.517 habitantes; a capital, Berna, é habitada por 122.178 pessoas. Genebra, segunda cidade suíça com maior contingente populacional (178.722 habitantes), abriga a sede da Cruz Vermelha e da Organização Mundial do Comércio (OMC).

O país oferece elevado padrão de vida. Conforme dados divulgados em 2010 pela ONU, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) suíço, com média de 0,874, é o 13° maior do mundo. A expectativa de vida é a terceira maior do planeta (81,4 anos), inferior apenas à do Japão (82,4 anos) e da Islândia (81,6 anos). Somente 1% dos habitantes com idade superior a 15 anos não são alfabetizados; a taxa de mortalidade infantil é de 4 óbitos a cada mil nascidos vivos.

Informações Úteis

Capital: Berna
Moeda: Franco suiço
Fuso Horário: 4 horas a frente do horário brasileiro
Idioma: Italiano, francês, alemão e romanche

 

 

 

Lausanne

 

     Lausanne, às margens do Lago Genebra, e a poucos quilômetros de alguns dos picos mais altos dos Alpes (Matterhorn, Eiger, Mönch e Jungfrau) é uma cidade ideal para lazer, exploração, ciclismo e passeios às margens do lago e é imprescindível para os entusiastas de esportes aquáticos, de inverno e alpinismo. Muito perto está Lavaux, a famosa região dos vinhedos, que é um Patrimônio da Humanidade da UNESCO. Além disso, Lausanne é o ponto de partida perfeito para viagens a Genebra, Milão e Paris.
Quem recorta a cidade a bordo das embarcações que deslizam pelo Lago Léman – ou Lago Genebra – tem a oportunidade de ver por uma perspectiva mais charmosa o panorama de Lausanne, pontuado por vários bares, bistrôs, butiques e por uma das catedrais góticas mais bonitas de toda a Suíça. O lago oferece boas condições para a prática de esportes como windsurfe e esqui aquático.
     Subindo a torre da igreja de Lausanne, você poderá observar a cidade de cima. Só assim também pode-se sentir o cheiro dos quitutes que emana dos cafés e parar em um restaurante para provar o tradicional steak tartar (espécie de bife de carne crua). Um cenário que contrasta com a Suíça tradicional dos queijos e chocolates refinados e da badalação das estações de esqui, mas que cativa pela sua atmosfera tranquila e elegante e pela impressionante localização sobre três montanhas, rodeadas de vinhedos, com o lago a beijar-lhes os pés.

 

Informações Úteis

  • Línguas: Francês
  • Moeda: Franco suíço
  • Como ligar para o Brasil: 0800555251
  • Visto: Não é necessário para ficar até 3 meses.
  • Saúde: Para entrar na Suíça, nenhuma vacina é obrigatória.
  • Embaixada oficial no Brasil: SES, Qd. 811, lote 41, Brasília (DF) (61) 3443-5500  http://www.eda.admin.ch/brasilia
  • Melhor época para visitar: Considere que o inverno é bastante rigoroso em toda a Suíça. Para temperaturas mais amenas, visite a cidade entre maio e setembro, quando o frio mais intenso já passou.

Orçamento

Depoimentos:

Promoções

A JUMP Intercâmbios sempre tem novidades para os seus clientes terem a melhor experiência no exterior!

Se você tem interesse de estudar no exterior e ainda não sabe qual o seu destino, entre em contato conosco que lhe ajudaremos a encontrar a melhor opção!